Blogger news

Poema de Saudade


Se faz Silêncio
Extremo sofrimento vem me acabar
Não faz sentido
Esse lamento, meu chorar
Ao fim da festa
Sempre posso perceber
Que estou sozinho
Entre milhares
Falta você
Sua amizade, seu calor
Seu carinho singular
Sua ausência
É só o que posso achar
E a solidão
Vem logo me fazer sofrer
Por mais que eu tente
Em nada consigo ver você
Mas eu resisto,
Com a força da esperança em fim
Pois acredito
Que um dia terei você só pra mim
Seu amor enfim desabrochando em flores
Como o sol da manha dando fim à noite

Cleber R. Fonseca (meu irmão)

(
hoje em dia essa enspiração parece ter sido substituida por um incrivel talento culínario, rsrsrs)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é sempre muito apreciada por aqui. Dicas e sugestões também são bem vindas. Comente!